Total de visualizações de página

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Exercícios do filme "XINGU"

Exercícios do filme "XINGU"

1) O que os irmãos Villas-Boas foram fazer nas aldeias indígenas na década de 1940?

2) Como foi o primeiro contato dos irmão com os indígenas?

3)  Por que o governo da época chamava as "terras indígenas" de "terras desocupadas"?

4) Como foi a reção dos indígenas com as coisas que os irmãos carregavam?

5) Como os indígenas viviam na aldeia?

6) Por que os indígenas morreram? O que os irmão fizeram depois?

7) O que algumas pessoas ruins fizeram na aldeia indígena quando os irmãos saíram?

8) Qual foi o acordo que os irmãos fizeram com o governo para ter a Reserva Indígena de Xingu? 

9) Aonde ficava a Reserva de Xingu? Quando a Reserva será inaugurada?

10) Como os irmão levaram os indígenas para a Reserva de Xingu?

11) Por que a reserva indígena de Xingu era importante?

12) Quem eram aquelas pessoas que estavam invadindo a reserva de maneira ilegal? O que eles estavam fazendo? O que ocorreu?


SINOPSE:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Xingu_(filme)

Xingu é um filme brasileiro de 2011 dirigido por Cao Hamburger e roteirizado por ele, Elena Soárez e Anna Muylaert. Estrelado por João MiguelFelipe Camargo e Caio Blat, o filme conta a trajetória dos irmãos Villas-Bôas a partir do momento em que se alistam para a Expedição Roncador-Xingu, parte da Marcha para o Oeste de Getúlio Vargas, em 1943.
Anos 1940. Três jovens irmãos decidem viver uma grande aventura. Orlando, 27 anos, Cláudio, 25, e Leonardo, 23, os Irmãos Villas-Bôas, alistam-se na Expedição Roncador-Xingu e partem numa missão desbravadora pelo Brasil Central. A saga começa com a travessia do Rio das Mortes e logo eles se tornam chefes da empreitada, envolvendo-se na defesa dos povos indígenas e de suas diversas culturas, registrando tudo num diário batizado de A Marcha para o Oeste.
Mais velho dos irmãos, Orlando é o articulador entre as etnias indígenas e o poder oficial, responsável por brecar a ingerência externa. Já Cláudio, é o grande idealista e o mais consciente da contradição da expedição – "Nós somos o antídoto e o veneno", diz. O caçula é Leonardo, vibrante e corajoso. No entanto, suas atitudes podem causar um preço alto para a aventura dos irmãos.
Numa viagem sem paralelo na história, com batalhas, 1.500 quilômetros de picadas abertas, mil quilômetros de rios percorridos, 19 campos de pouso abertos, 43 vilas e cidades desbravadas e 14 tribos contatadas, além das mais de 200 crises de malária, os irmãos Villas-Bôas conseguem fundar em 1961 o Parque Nacional do Xingu, um parque ecológico e reserva indígena que, na época, era o maior do mundo, do tamanho de um país como a Bélgica.
Na aventura, os Villas-Bôas conseguem passar pelo território Xavante, de índios corajosos e guerreiros sem nenhuma baixa de ambos os lados. Em seguida, deparam-se com os Kalapalos, os famosos e temidos que teriam matado o explorador inglês Percy Fawcett. Mas, apesar de toda a apreensão e ao contrário do que imaginavam, os irmãos ficam amigos do grande chefe Izarari, e se encantaram com a cultura e os costumes locais. Não previam ainda que ali viveriam a primeira tragédia de suas vidas: um surto de gripe, trazido por eles mesmos, que quase dizima toda a aldeia.
Ao recontar a saga dos irmãos, Xingu apresenta a luta pela criação do parque e pela salvação de tribos inteiras que transformaram os Villas-Bôas em heróis brasileiros, traçando com problemas crônicos do processo de formação brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário