Total de visualizações de página

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Sequência de Aulas sobre RELEVO

- RELEVOS são as formas com que as camadas rochosas assumem na paisagem, retratando a diversidade de formas da superfície terrestre. Caracteriza-se, basicamente, por formas salientes e formas deprimidas, tanto das formas do relevo emerso quanto submerso.
- Os movimentos de Placas Tectônicas podem formar dois dos 4 tipos de relevo: montanhas e depressões.
- Os tipos de relevo são:
PLANÍCIE (originado no processo de sedimentação, localizando-se nas áreas de baixas altitudes, áreas litorâneas e bacias fluviais);
PLANALTO (áreas de altitudes intermediárias de 300m à 2500m, originadas do processo de desgastamento erosivo, geralmente com superfícies de aplainamento);
MONTANHAS (áreas mais elevadas com acima de 2500 metros de altura, originadas dos desdobramentos tectônicos),
DEPRESSÕES (originadas dos desdobramentos tectônicos ou ação erosiva, podendo chegar até 11mil metros de profundidade).
- Estas 4 formas de relevo abrangem grandes áreas e demoram milhares de anos para se formar e para desaparecerem.
- Existem outras formas de relevo, só que mais transitórias: serra, chapadões, morro, colina, etc.


AULAS 14, 15, 16 e 17: MAQUETE DAS FORMAS DE RELEVO
- Realização da maquete das formas de relevo.











AULAS 18 e 19: RELEVOS do BRASIL
- O Brasil possui três relevos: Depressões, Planaltos e Planícies.

- Existem algumas subdivisões do relevo brasileiro: Planaltos Norte-Amazônicos, Depressão Norte-Amazônica, Planície do Rio Amazonas, Depressão da Amazônia Ocidental, Depressão Marginal Sul-Amazônica, Planaltos e Chapadas dos Parecis, Planície do Pantaneira, Planaltos e Chapadas da Bacia do Rio Paraná, Planaltos e Serras do Atlântico, Planalto da Borborema, Planície Costeira e Planaltos da Bacia do Rio Parnaíba.




Nenhum comentário:

Postar um comentário